Como vender mais com e-mail marketing?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Você já deve ter ouvido ou lido por aí que as pessoas não leem mais e-mail, que é uma ferramenta ultrapassada… Mas como qualquer ferramenta, tudo vai depender do objetivo de comunicação, público-alvo e a forma de abordagem. Vamos entender mais sobre o potencial do e-mail marketing!

Um pouco sobre e-mail marketing e seu potencial

O e-mail marketing é uma das ferramentas do Marketing Digital e é usado para promover um produto ou serviço e, assim, estabelecer um relacionamento com o usuário, futuro consumidor. Também existem outros benefícios potenciais que a ferramenta proporciona, não apenas de venda, mas que podem ou não ser atrelados.

Uma pesquisa do Rock Content (2018) mostrou que 76,7% das empresas adotam a estratégia do e-mail marketing, elas veem a possibilidade de desenvolver um relacionamento com o cliente, ter a chance de oferecer um produto/serviço e aumentar o tráfego do site ou blog. Os dados coletados mostram também que 95,9% das pessoas conferem o e-mail diariamente e isso comprova que a ferramenta do e-mail ainda está em alta.

Opções que plataformas que o mercado oferece

Atualmente, há no mercado digital, plataformas de envio de e-mail para uma base de contatos, como por exemplo:

O MailChimp que é muito conhecido, já que disponibiliza um plano gratuito para uma base de contatos limitada. Entretanto ela está toda em inglês e se você não entende um pouco vai quebrar a cabeça rsrsrs.

Há também servidores de hospedagem de sites, como a gaúcha KingHost, que disponibiliza ferramentas para disparo e gerenciamento de email marketing. É indicado para quando, além de hospedar um site, também contratar um email personalizado, por exemplo, como contato@brunallarizo.com.br. O mais bacana? É tudo em português.

As plataformas têm a disposição da empresa uma série de benefícios que contribuem para a conversão, como

– Monitoramento por geolocalização: saber de onde são os usuários que abrem os e-mails; 

– Segmentação do público: é possível criar listas de públicos, segmentando e focando no consumidor certo; 

– Mapa de cliques: tendo a oportunidade ver onde foram os links mais clicados dentro do e-mail; 

– Campanhas personalizadas: cria-se uma campanha para objetivo de comunicação. Além disso, a ferramenta proporciona templates prontos, o que contribui para inserir apenas a mensagem e as imagens, facilitando a criação do e-mail; 

– Robô Anti-spam: antes de enviar o e-mail, ele passa por uma análise, evitando que caia no caixa de spam dos usuários.

Todos as informações e relatórios captados devem ser analisados para serem aplicados nas próximas campanhas, a fim de proporcionar ainda mais sucesso e conversão.

Dicas para mandar bem na produção do seu e-mail

Além de todas os benefícios que a plataforma proporciona é necessário também ter o cuidado na produção do conteúdo que será enviado aos usuários. Então vamos a algumas dicas:

– Atenção ao título: a primeira coisa que a pessoa lê antes de abrir o e-mail é o título. É necessário despertar o interesse na leitura, por isso existem muitas empresas que “apelam” no título e faz você clicar para ler. 

– Seja objetivo: se o seu foco está em vender apresente fotos do produto/serviço, vantagens (de forma sucinta), preço e um link que direcione para a compra. Trabalhe de forma objetiva e direta.

Quando objetivo de comunicação é trocar informações, por exemplo dar dicas, é necessário que o usuário esteja ciente que o e-mail será informativo, para que ele não ache que é um monte de texto, sem relevância, e ignore.

– Trabalhe com conteúdo: nem só de vender vive o homem, é importante tornar os e-mails mais interessantes através do compartilhamento de informações e conteúdo relevante, dessa forma o usuário abrirá com mais frequência.

– Construa uma boa relação: as pessoas recebem diariamente uma enxurrada de informações e e-mails, por isso é muito legal estabelecer uma proximidade com o usuário, por exemplo, depois que ele compra um produto envie um e-mail perguntando o que ele achou, se está satisfeito. Isso contribui para que o consumidor volte a comprar, se tornando um cliente. 

– Seja constante: envie os e-mails de forma constante para que o usuário não esqueça de você e quando voltar a enviar ser ignorado e até mesmo desinscrever da lista.

Essas são algumas dicas, mas existem uma infinidade que são adaptáveis a todos os ramos.

A minha dica principal e inicial é adquirir o plano de uma plataforma de envio de e-mails, ela será seu ponto de partida para fazer contato com os usuários! Analise os custos e benefícios e mão na massa!

Se surgiu alguma dúvida ou quiser debater sobre o tema, deixa nos comentários que vamos nos falando.

Até a próxima! 🙂

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Brunella Rizo

Brunella Rizo

Capixaba, publicitária e pós-graduanda em Comunicação e Marketing Digital. Tenho experiência na área de atendimento, planejamento, execução de eventos e gerenciamento de mídias sociais. Atualmente, sou coordenadora da equipe de atendimento publicitário na agência Resultate.

Deixe seu Comentário!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
intagram reels banner lateral design com cafe

Anúncio

escolhas do editor

MAIS LIDAS

MAIS RECENTES

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x