Você sabe o que é produtividade tóxica?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Você precisa ser o melhor? Será mesmo? Somos estimulados a produzir a todo momento. Em geral, desde que somos crianças, somos cobrados por isso, e durante toda a nossa vida, sempre vai existir alguém exigindo isso da gente. Mas o que raramente alguém comenta, é sobre os prejuízos que acompanham essa postura. Durante esse artigo, te convido pra conhecer um pouco mais sobre produtividade tóxica.

Somos estimulados a dar os primeiros passos, a falar as primeiras palavras, a ir ao banheiro sozinho e andar de bicicleta sem as rodinhas. Claro que não existe nada de errado nisso, mas muitas crianças são transformadas em “mini adultos”, balé, judô, violino, piano, idiomas, e etc. Raramente percebemos que a produtividade tóxica não é algo que surge na vida adulta, mas sim um padrão de comportamento que vem se repetindo e sendo reforçado desde a infância. Criança que precisa ser criança, ter responsabilidades, mas também precisa descobrir o valor que existe no brincar.

Depois da infância a cobrança por produtividade continua, é preciso passar na prova da escola técnica, depois vem o vestibular, que precisa ser vencido quase que a qualquer custo, então vem a faculdade, mas não para por aí, em seguida você precisa conseguir o melhor primeiro emprego, ser o melhor no trabalho, conseguir a melhor promoção, mas, o melhor mesmo seria você montar o próprio negócio, e etc.

Quem nunca ouviu frases do tipo, “você precisa estudar/trabalhar enquanto eles dormem”, “o que você faz de meia noite às seis?”, “esquece vida social”. Entramos na vida adulta e muitas frases como essas, geram crenças que infelizmente acabam nos empurrando pra muitos precipícios.

Viciados em trabalho

produtividade toxica ocupado

A produtividade tóxica está relacionada com uma palavra muito conhecida e provavelmente você já deve ter escutado ou até mesmo usado, workaholic, um termo em inglês, que significa vício em trabalho. Ser um workaholic e trabalhar muito, não necessariamente significa que existe eficiência. Os viciados em trabalhos sofrem prejuízos em sua saúde, nos relacionamentos e curiosamente no próprio trabalho.

Diversos artigos falam sobre os prejuízos em ser um workaholic e facilmente você encontra algum vídeo na internet dizendo que você não deve ser um, mas o que é muito ignorado é o porque as pessoas se tornam workaholic.

Trabalhar muito geralmente está tão atrelado a sucesso na vida, que as pessoas acabam fazendo isso a qualquer custo.

Mas o que é produtividade tóxica?

produtividade toxica

O mundo clama por produtividade a todo momento, se você não produz alguma coisa, sendo bem realista, pra sociedade, você não é um cidadão muito funcional, não passa de um peso morto.

Constantemente a literatura está recheada com livros de autoajuda que abordam essa temática, falando sobre como você precisa ser o melhor, como produzir mais e como fazer a diferença. Várias empresas contratam profissionais para dar palestras e motivar os funcionários a produzirem mais, a renderem mais. São manuais e mais manuais que ditam regras para a sociedade. Claro que precisamos buscar coisas boas pra nossa vida, faz bem ter uma vida estável, ter boas condições financeiras e conforto. Mas sejamos racionais, “vencer na vida” não pode ser a despeito de tudo.

Produtividade tóxica é quando uma pessoa foca somente no que ela “precisa” produzir durante a vida, seja na faculdade ou no trabalho, e isso está acima de qualquer outra necessidade e acontece a despeito de qualquer outra coisa. Produzir, produzir, produzir.

Você não é todo mundo

Todo mundo já ouviu essa frase quando era mais novo. Um amigo queria sair ou fazer alguma coisa e quando pedíamos para os nossos pais pra fazer o mesmo, eles nos diziam, você não é todo mundo.

Essa frase nunca fez tanto sentido. Você não é todo mundo e entender isso ajuda a driblar a ideia de produtividade tóxica. Cada ser humano é único, todos possuímos habilidades e particularidades. Realmente não somos todo mundo e de fato não precisamos ser e tudo bem por isso.

Você não precisa produzir melhor que o seu colega de trabalho, você não precisa tirar uma nota melhor que o fulano, não precisa ser o cara mais rico da sua rua e não precisa ser a amiga mais bonita. Obviamente, não estou lhe oferecendo desculpas para ser incompetente ou deixar de pensar no futuro e sobre como você pode ser melhor, não é nada disso, mas sim sobre não ficar mal se não conseguir conquistar muitas coisas, Não se sinta mal, tudo bem por isso, você não é uma máquina e não precisa ser bom em tudo, nem muito menos insistir nesse tipo de produtividade tóxica.

O que estou querendo dizer é que todos nós precisamos levar em consideração que todo mundo tem o seu tempo, o seu processo, você não precisa seguir o tempo de todo mundo, cada pessoa é única, lembra? Você não precisa aprender a andar aos 10 meses, a falar aos três anos, a se formar na faculdade aos 22 anos, a ganhar o primeiro milhão aos 25 anos, etc.

O mundo cobra a gente o tempo todo, todos exigem mais produtividade e infelizmente às vezes cometemos o erro de achar que precisamos ser iguais ao outro e alcançar resultados iguais ou melhores que o outro. Temos nosso próprio tempo, já dizia Renato Russo. Se o seu parâmetro for sempre o outro e você nunca conseguir ser igual e ele, significa que você não teve sucesso na vida? Claro que não!

E aí, você já viveu alguma situação de produtividade tóxica? O quanto isso afetou ou afeta a sua vida? Aguardo você no próximo artigo, até lá, que tal refletir um pouco mais sobre isso e colocar alguma coisa do que você aprendeu por aqui em prática. Respeite sempre o seu tempo, ninguém é obrigado a crescer na mesma velocidade, e tudo bem por isso.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Max Garcia

Max Garcia

Nascido em minas gerais e capixaba de coração. Empreendedor, psicólogo e fotógrafo profissional. Completamente apaixonado pelas relações humanas e amante de uma boa prosa. Adotou o vegetarianismo há quase 10 anos. Gosta de viajar, conhecer outras culturas, estar em meio a natureza, fazer trilhas, montanhismo e tomar um banho de cachoeira.

Deixe seu Comentário!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
intagram reels banner lateral design com cafe

Anúncio

escolhas do editor

MAIS LIDAS

MAIS RECENTES

ARTIGOS RELACIONADOS

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x