Empreender com ansiedade: O desafio da pandemia.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Dentre as muitas questões que esses 2 anos de pandemia nos trouxeram, empreender com ansiedade é sem dúvidas um dos mais desafiadores.

Já começo dizendo que não sou psicóloga ou profissional da área da saúde mental, os relatos abaixo vão trazer um pouquinho de vivência própria, misturado com dados e estatísticas que acompanho de quem é profissional da área.

Empreender não é uma tarefa fácil. Principalmente quando você está sozinha nessa missão, não é mesmo? 

Precisa dar conta de entender sobre organização pessoal, organização financeira, dicas pra manter a criatividade lá em cima, se manter atualizada sobre as tendências de mercado, atender os clientes, ufa! Ainda falta um bocado de coisa nessa lista. Mas vou parar por aqui.

Nós que escolhemos esse caminho sabemos bem o preço dessa decisão.

Agora junte a isso o momento de pandemia que estamos vivendo.

Sem entrar em méritos políticos, sabemos que as perspectivas não estão muito favoráveis aos brasileiros e que, a cada dia que passa, uma nova notícia surge para nos desanimar.

O resultado dessa conta não poderia ser muito diferente: ansiedade, depressão, bloqueio criativo, burnout e alguns outros transtornos psicológicos.

Pesquisas apontam que pelo menos 20% da população sofre com algum tipo de transtorno mental e que esse quadro se mantém crescente desde o início da pandemia.

E bom, fazer toda essa conta fechar quando se tem algum tipo de doença da mente é o desafio que assim como eu, muitas pessoas vêm enfrentando nesses dias de montanha russa.

Então separei algumas práticas e dicas que podem ajudar a ter uma rotina melhor nessa missão, vem comigo!

Buscando ajuda profissional: 

O primeiro passo para dar início a resolução de alguns desses problemas, é buscar ajuda profissional.

Encontrar uma pessoa profissional de psicologia é um degrau importantíssimo nessa subida e mais importante ainda, é manter o acompanhamento.

No meu caso, como já fazia esse tipo de acompanhamento, encontrar um psiquiatra que me desse outro tipo de suporte, reiniciar uma intervenção com medicamentos e me manter nesse tratamento, foi o que de fato ajudou a melhorar a rotina na pandemia.

Mas tudo isso só é possível e recomendado quando indicado por uma pessoa profissional, viu? Nada de pesquisar soluções de gurus da internet e achar que está em tratamento!

Mantendo uma rotina mais saudável: 

Parece óbvio e redundante, está todo mundo falando disso, não é mesmo?

Mas manter uma rotina mais saudável com certeza é uma forte aliada quanto a empreender com ansiedade. 

Fazer alguma atividade física, um alongamento, ter uma alimentação regular e o mais saudável possível, fazem uma grande diferença na conta do fim do dia.

Eu sei que a pandemia tirou um pouco do nosso gás pra algumas coisas, eu também passo por isso hehe

Mas tentar encontrar algo que não seja um peso pra movimentar o corpo e a mente, são de extrema importância pra quem tem diagnóstico de ansiedade e ou depressão.

Dando uma desligada das notícias

se desligue das noticias

Todo dia é uma nova variante que surge, uma notícia que desanima, uma descoberta que preocupa ou uma perspectiva que não diz muito sobre o futuro não é mesmo? 

Pois então se desligue!

Séries, filmes, livros, aprender um novo instrumento ou simplesmente, praticar o ócio. Essas são algumas das sugestões pra você se desligar das do que acontece e vencer mais uma etapa do desafio da pandemia.

Se você precisa dar conta de tudo, sendo a pessoa que ainda está tentando empreender com ansiedade, mesmo na pandemia, a sua mente precisa estar o mais saudável possível. 

Não estou dizendo para você se tornar uma pessoa completamente alienada do mundo. Mas entender a dose necessária para ser uma pessoa informada e uma pessoa que sabe de tudo, pode fazer a diferença pra sua cabeça e principalmente, pra sua ansiedade. 

Não se cobrando tanto

Parece até que eu não sei como funciona a mente de uma pessoa que sofre do diagnóstico de ansiedade, pra sugerir que você  não se cobre tanto, né?

Mas depois que você já seguiu alguns dos passos de cima, fazer essa autoavaliação e tentar sempre diferenciar se aquilo realmente não está indo bem, ou se você está exigindo demais de si mesma, ajuda a encontrar o eixo e o ideal pra seguir. 

Não é questão de parar de ser exigente com o seu trabalho e buscar entregar os seus diferenciais, é uma questão de equilíbrio e, às vezes, a ansiedade não permite que você enxergue essa linha tênue. 

Por isso eu reforço, a ajuda profissional é mega importante para empreender com ansiedade (mesmo antes da pandemia).

Tá se auto sabotando né?

auto sabotagem

Eu sei, eu também faço isso!

E a linha é a mesma do tópico anterior. Toda vez que você começa a se exigir demais, você pode acabar entrando num fluxo de auto sabotagem. E esse é um risco muito grave pra empreender com ansiedade.

Alguns dos sinais que podem te ajudar a identificar isso são, achar que aquilo que está fazendo não está bom nunca e por isso, deixar de fazer; estar sempre recomeçando as tarefas; adiar tudo por não achar que você tem a capacidade de entregar; sentir tanto medo da reprovação que chega a achar que é melhor nem tentar; etc.

Este artigo que você está lendo, por exemplo, levou muito mais tempo do que eu estou acostumada, para sair. 

O motivo? Nunca estava bom o suficiente!

Sabe o que eu fiz? Pedi para alguém ler e me dar o feedback.

Não é que eu vá entregar tarefas que eu não acredite que estão boas, mas é entregar tarefas com a regra do está bom o suficiente para agora.

É a lógica de que eu fiz o que pude, com o que eu tinha e isso já é o bom.

Ah, se quiser aproveitar e deixar um feedback aqui nos comentários também, eu vou curtir ler haha.

Ligando o fod*-s&

ligue o foda se

Pode falar palavrão aqui? haha

O fato é, a gente se importa demais com o que as pessoas vão pensar.

No início, eu me importava com o que as pessoas vão pensar do fato de eu tomar remédio pra cabeça, o que elas vão pensar de ter ansiedade, o que elas vão pensar dos meus stories tipo blogueirinha, o que elas vão pensar de eu empreender com ansiedade e parecer não dar conta de tudo.

Enfim, a gente tá sempre, o tempo todo se preocupando com o que as pessoas vão pensar.

É óbvio, e eu já falei isso, que sem a ajuda de uma pessoa profissional da saúde mental, você não vai conseguir tratar as doenças da mente só ligando o foda-se.

É o momento de enxergar isso tudo como doenças mesmo, sabe? Que precisam de uma pessoa profissional, que precisam às vezes de medicamentos, que precisam ser tratados como doenças.

O tabu sobre essas questões ainda é muito grande e com certeza, é o que atrapalha que mais pessoas possam buscar o tratamento adequado.

Lembre-se, se você escolheu empreender com ansiedade diagnosticada, mesmo com todas as questões que tentam te derrubar e mesmo com essa pandemia que parece não ter fim, é por uma razão que só você conhece.

Manter isso sempre à vista, escrever, colocar num post-it ou até rabiscar na parece, podem te ajudar a não esquecer do porque de ainda estar nessa estrada.

Eu, como alguém que entende esses desafios, só posso desejar sorte, saúde e tempos melhores, a você que também enfrenta tudo isso! Sorte e fod*-s& para nós hehe

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Paola Mariano

Paola Mariano

Publicitária com foco em marketing digital, conteúdo e planejamento pra redes sociais, metida a querer empreender, no mercado há 9 anos. Brindo a vida e os momentos sempre que dá, vivo no mundo da Lua, com uma boa cerveja, um bom vinho, comida boa, muitas leituras e a vontade que nunca morre de viajar por esse mundão de meu Deus!

Deixe seu Comentário!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
intagram reels banner lateral design com cafe

Anúncio

escolhas do editor

MAIS LIDAS

MAIS RECENTES

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x